lá dentro.

Odeio como as pessoas fazem com que as coisas pareçam unicamente ruins,como se apenas uma opinião,uma visão dominasse o mundo,o mundo tátil e o mundo interior de cada mente humana. Reparo como o a aproximação da velhice faz com que calafrios seguidos de caras enojadas sobem ao corpo dessa juventude,uniformemente. O mundo parece mais bonito por dentro,onde nada é tão ruim ou complicado como lá fora,po dentro não existe fim,não existe tempo,por dentro há de se adiar o fim,a velhice,lá fora voce a encara,mas um dia ela chega,até porque a unica coisa que pode se fazer do lado de dentro do mundo é adia-la e não para-la,mas pare e pense meu caro,até a velhice por mais assombrosa que pareça têm sua beleza,toda rotina têm sua beleza. A sua adolescência pode ter sido parecida com a de seus amigos,mas nunca foi igual,a sua vida nunca foi igual a das outras pessoas,e na velhice,a sua pele pode ser igual a da sua vizinha,a sua voz pode ser rouca como a de todos os outros de sua idade,mas seu coração e o fim de sua vida jamais serão iguais aos de ninguém,O fim é belo e incerto, depende de como você vê.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, é um prazer ter você por aqui!
Mas por favor, leia o post antes de comentar ok? Comentários que não tiverem nada a ver com o conteúdo da postagem serão excluídos. Isso serve para aqueles "Nossa, adorei o texto".
Não siga para ganhar follow de volta, só seguirei seu blog se eu realmente gostar do conteúdo. Faça o mesmo por aqui.

Um beijo,
Lyn.